CKMX3239CKMX3731CKMX4019CKMX4124CKMX5063CKMX5076CKMX5168KATA3538KATA3855KATA4491KATA4792KATA4879KATA4920KATA4927CKMX3539CKMX3603CKMX3647CKMX4170CKMX4345CKMX4739KATA3454KATS6590KATS6599D50_5690D50_5740D50_5746D50_5769D50_5786D50_5790D50_5815D50_5820D50_5842D50_5845D50_5879D50_5897D50_5911D50_5954D50_6001D50_6012D50_6035D50_6055D50_6076DSC_9177DSC_9207
<
>

Derrota com o Sporting

Início de jogo electrizante com as duas equipas a procurarem apresentar um jogo bonito.

Aos 8 minutos, depois do árbitro da partida ter assinalado “algo”,  depois de um contacto mutuo, sem fazer qualquer sinalética da orientação da falta.  Quando ainda falava com Diego sobre o acto, o Sporting repõe a bola uns 10 metros do local onde se deu a dita falta e apanha a nossa equipa abstraída e deslocada, permitindo a Bruno Fernandes fazer o 0-1.

Sem acusar o golo, Schmidt, de livre, faz o empate, aos 12 minutos, numa obra de arte.

O Sporting dispõe de duas boas situações antes de, aos 23 minutos Bas Dost, fazer o 1-2, num lance característico do holandês, dando a vantagem ao Sporting.

Logo no minuto seguinte, Galeno erra por centímetros o poste da baliza adversária.

Aos 41 Mathieu entra em contacto com Vinicius na tentativa de corte de bola, o VAR nada assinalou.

Ainda na primeira parte, aos 47′ Acuña derruba Galeno. Carlos Xistra poupa o 2º amarelo ao jogador do Sporting.

Na segunda parte assistiu-se a mais um período de bom futebol, sem tanta dinâmica e com Renan a  negar por duas vezes o golo do empate do Rio Ave FC.

Aos 72 minutos, Jovane Cabral assinalava um golo de belo efeito, fazendo o 1-3 e “matando” praticamente o jogo.