Empate com o Nacional da Madeira

O jogo com o Nacional da Madeira saldou-se num empate a 1 bola (golos de Marvin e Marco Matias) muito graças a a um inspirado Gotardi.

O guarda redes dos insulares defendeu uma grande penalidade e anulou outras (muitas) oportunidades que o Rio Ave Futebol Clube somou ao longo da partida.

O jogo inicia-se praticamente com uma ocasião de golo, com Marvin a isolar-se mas a não conseguir o remate, já só com Gotardi pela frente. Depois seguiram-se mais 2 oportunidades flagrantes de golo, com a bola a “esbarrar”, ou no guarda redes ou no pé de algum defesa, mesmo que em cima da linha de golo. Junta-se a defesa da grande penalidade marcada por Hassan e obtém-se o nulo ao fim dos 45 minutos.

A segunda metade começa da melhor forma com o golo de Marvin. Logo depois Hassan tem outra ocasião de golo, que não concretiza.

Mesmo depois do Nacional ter conseguido o empate, o Rio Ave Futebol Clube teve mais oportunidades para marcar, sem o conseguir concretizar no entanto.

No final da partida ficou o empate a 1 bola com Manuel Machado, treinador do Nacional a assumir, na conferência de imprensa de que “a haver um vencedor seria o Rio Ave FC, pelas oportunidades que dispôs, principalmente na primeira parte”.

Já Pedro Martins referiu que a “Gotardi e alguma ansiedade justificam o empate”, sendo que o mais justo seria a vitória. Pedro Martins deixou ainda a mensagem de que “as grandes equipas e os grandes jogadores vêm-se nos momentos mais frágeis e daí estar certo que, pelo que voltamos a demonstrar,  vamos conseguir regressar a um bom período e às vitórias”.

 

m2

m4