NOTA DE REPÚDIO AO JORNAL RECORD

O Rio Ave Futebol Clube foi surpreendido, esta manhã, pelo tratamento dado a uma mensagem do presidente da Federação portuguesa de Futebol, Dr. Fernando Gomes, pelo jornal Record.

A missiva do responsável máximo do nosso futebol, emitida por toda a imprensa desportiva, deixava um alerta sobre o estado actual do futebol português, deixando um sinal de preocupação e um alerta para o clima nefasto que se vive e as consequências graves que daí poderão advir.

Considera o Rio Ave FC que as palavras do presidente da FPF são louváveis pela pertinência, coragem e responsabilidade. De facto, algo tem de mudar e todos temos de contribuir.

O que o Rio Ave FC não compreende é o critério editorial do jornal Record em decidir ilustrar esta mensagem com uma imagem dos atletas do Rio Ave FC em situação de jogo, junto do arbitro, ao contrário das outras publicações que optaram por imagens generalistas e não individualizadas.

A utilização de uma imagem com os nossos jogadores, numa situação de jogo corrente, ilustrando um tema tão delicado e grave pode levar a uma análise ofensiva e distorcida.

É o Rio Ave FC a personificação do fenómeno das pressões à arbitragem, às acusações de manipulação ou até outras mais graves?

Perante todos os fenómenos que se multiplicam em programas televisivos de supostos debates de futebol e artigos de opinião e não mais fazem do que denegrir e prejudicar o futebol português, é o Rio Ave FC o exemplo a apresentar?

Entende o Rio Ave FC que as palavras do Dr. Fernando Gomes são bem explicitas para uma abordagem tão leviana.

Entendemos que é abusivo e irresponsável, da parte do jornal Record pensar, consciente ou inconscientemente, tratar a nossa imagem desta forma.

O Rio Ave FC tem um enorme respeito pelo jornal Record, pelo seu trabalho e pelos seus profissionais, mas consideramos que, com esta atitude, o respeito não foi recíproco.

O Rio Ave FC sente-se lesado na sua honra por esta atitude.

Tratamento dado à mesma noticia pelos 3 diários desportivos