Resultado injusto perante “Leões”

Os 3 pontos da partida foram para o Sporting, mas a justiça, essa, ficou fora das contas finais.

O Rio Ave FC jogou olhos nos olhos com um adversário, candidato ao título, acabando por dividir praticamente todos os dados estatísticos importantes do jogo.

A equipa visitante marcou o primeiro golo de grande penalidade (11′), numa altura em que nenhuma das formações havia ainda feito algo que merecesse a vantagem.

Marvin, pouco tempo depois deixa a defesa do Sporting desarmada perante a sua entrada, mas o desfecho esbarrava no poste da baliza de Patrício. Seria o 1-1, provando que o Rio Ave FC não se havia intimidado com o golo de Adrien.

No que restou dos primeiros 45 minutos divididos entre iniciativas das duas equipa restou o golo de Slimani, fruto de um ressalto de sorte na área rioavista.

A desvantagem de 2 golos ao intervalo encerrava uma injustiça enorme perante o que o Rio Ave FC havia produzido na 1ª parte.

Na segunda parte o ritmo do jogo foi ainda mais intenso. A entrada de Kayembe deixou o Rio Ave FC, praticamente a jogar com dois avançados e empurrou o Sporting para o seu meio campo, optando por saídas rápidas e perigosas em contra-ataque.

Ao minuto 69, depois de uma insistência de Kayembe, Yazalde faz o 1-2, relançando ainda mais a equipa em busca de uma reviravolta que não viria a acontecer.

Até ao fim, o Rio Ave FC nunca desistiu de procurar o golo e o Sporting tentou sempre aproveitar o adiantamento atacante da nossa equipa para “encerrar” o marcador a seu favor.

No final da partida a vitória “sorria” aos visitantes, com um travo a injustiça para o Rio Ave FC.

700_1631

foto Agostinho Santos/RAFC

700_1571

foto Agostinho Santos/RAFC

700_1548

foto Agostinho Santos/RAFC

600_2620

foto Agostinho Santos/RAFC