Vitória justa para a equipa de Vila do Conde

O Rio Ave chegou a Coimbra com a lição estudada e a equipa foi para o relvado convicta de que podia fazer um bom resultado.

O jogo até começou com uma oportunidade para a Académica, mas o Rio Ave manteve o seu jogo e foi crescendo no terreno, aproximando-se da baliza adversária.

Na primeira parte, Diego Lopes isola-se na cara do guarda-redes e, por pouco, não bateu Ricardo.

O jogo foi para intervalo empatado a zero, mas Nuno Espírito Santo já tinha sido forçado a fazer entrar Vilas Boas e Wakaso por lesão de Rodrigue e Lionn, respectivamente. As trocas não afectaram a equipa que queria trazer os três pontos para Vila do Conde.

A segunda parte começa com a equipa do Rio Ave agressiva no ataque e na defesa. Mas nem os quatro amarelos mostrado por Bruno Paixão nos primeiros vinte minutos do segundo tempo retiraram a garra aos jogadores do Rio Ave.

Depois de um cabeceamento à barra de Tarantini e duas bolas, de Ukra e Braga, que por pouco não deram em golo, a equipa continuou balanceada e, numa das várias arrancadas pelo flanco direito, Ukra cruzou e a bola encontrou a cabeça de Ferreira que marcou na própria baliza.

A ganhar por 1-0 a equipa não desarmou e continuou a jogar olhos nos olhos com o adversário.

No final o treinador, Nuno Espírito Santo, considerou a vitória justa e importante.

A equipa, que terá agora uma paragem no campeonato, volta aos trabalhos na terça feira às 10h30.